Cristãos sofrerão intensificação da perseguição no Afeganistão, diz entidade internacional



A assustadora retomada do poder pelo Talibã no Afeganistão resultará em aumento da perseguição contra cristãos, avaliou a entidade de monitoramento da liberdade religiosa Release International. A entidade está alertando sobre um provável aumento de ataques contra cristãos em todo o Afeganistão e na região após o grupo extremista muçulmano Talibã tomar a capital do país, Cabul, após a retirada das tropas dos EUA e da Otan. A velocidade com que o Talibã retomou o controle do país chocou a comunidade internacional. Inicialmente, o grupo manifestou um pedido de transferência pacífica de poder, mas a dramática reviravolta – com a fácil reconquista da capital e a fuga desesperada de pessoas – deverá encorajar atividades extremistas. A Release International relatou que um líder cristão no Afeganistão descreveu a situação dos seguidores de Jesus no país como aterrorizante. O grupo, apesar de pequeno, inclui alguns profissionais que trabalharam para o governo e agora correm o risco de represálias. Segundo a entidade, qualquer pessoa identificada como cristã pode ser morta por causa de sua fé e corre o risco de ser traída ou morta num crime de honra cometido por seus próprios familiares. “Nossos irmãos e irmãs em Cristo estão nos dizendo o quanto estão com medo”, disseram fontes da entidade. “Nas áreas que o Talibã agora controla, as meninas não podem ir à escola e as mulheres não podem deixar suas casas sem um companheiro”, acrescentou. A perseguição contra os cristãos já vinha aumentando antes mesmo da tomada do Talibã, com a igreja forçada à clandestinidade devido às rigorosas leis de apostasia que tornam a conversão do Islã a outra religião punível com morte ou prisão. No passado, trabalhadores cristãos estrangeiros foram mortos. Outros deixaram o país. Tragicamente, muitos cristãos são pobres e por isso não podem fugir da opressão dos extremistas muçulmanos, conforme informações do portal Christian Today. Nas redes sociais, o escritor Klon Kitchen publicou: “De um líder cristão em Cabul: ‘O Talibã está enviando cartas às igrejas dizendo ‘nós sabemos quem são vocês e estamos indo até vocês’. Senhor, tenha misericórdia”. “Eles serão deixados para trás. O rápido avanço do Talibã só pode encorajar os extremistas”, disse Paul Robinson, diretor da Release International, ao pedir oração pelos seguidores de Jesus no país.